7 Dicas para conseguir um namorado

Ao contrário do que muitos pensam, hoje em dia muita gente ainda tem dificuldade em conseguir relacionamentos mais significativos como um namoro. Os motivos podem ser dos mais variados, mas independente de qual seja, algumas dicas simples podem te ajudar nessa tarefa nada fácil, mas possível de ser feita! Então vamos à algumas dicas para conseguir um namorado:

Dicas para conseguir um namorado

1 – Melhore seu visual

É claro que conseguir um bom namorado não é a mesma coisa que conseguir um “fica”, mas apesar do que muitos falam, a aparência física é importante sim! Porque a partir da aparência de alguém, as pessoas podem inferir o quanto aquela pessoa gosta e cuida de si mesma. Não é a questão de ser bonita ou não. Beleza é algo subjetivo e bastante pessoal. Cada um tem seus gostos e preferências, mas fazer com que as pessoas percebam que você se cuida e tem orgulho do jeito que é, vai aumentar suas chances.

2 – Goste mais de si

Eu sei que é fácil falar, mas também não é tão difícil de conseguir. Não acredita? Então vamos fazer um exercício bem simples: pegue um papel e uma caneta. Trace um linha no meio, de cima para baixo. Em uma das colunas escreva: “coisas boas que tenho”, e em outra escreva: “minhas qualidades”. Escreva todos seus defeitos e depois todas suas qualidades. Não vale trapacear! Se esforce pra escrever o máximo de qualidades possíveis (peça para alguém enumerar suas qualidades também). Depois, dobre o papel no tracejado e deixe do lado de cima somente suas qualidades. Coloque em um local em que você possa visualizar todos os dias.

3 – Aumente sua autoestima

Se queixar de como está difícil conseguir alguém pra algo sério, então ficar sendo negativa sobre relacionamentos, e se depreciando a todo momento não é nada atraente. As pessoas buscam, inconscientemente, pessoas com alta autoestima. Tornar-se uma dessas pessoas vai te ajudar muito a conseguir um namorado.

4 – Busque se destacar

Ser diferente ou ter gostos diferentes pode te ajudar a chamar a atenção de pessoas do sexo oposto. Você pode buscar se destacar tanto na aparência física (cabelo, maquiagem, roupas, etc) como em suas atitudes (ter gostos diferentes, frequentar locais diferentes, etc). O ser humano é bastante curioso, e ser diferente é uma maneira de atrair atenção.

5 – Seja segura!

Por mais que você esteja muito interessada em ter alguém pra algo sério, não “force as coisas” e não procure “aprisionar” ou “controlar” a outra pessoa. Ficar mandando mensagem o tempo todo por exemplo pode ter o efeito oposto. Essas são atitudes que não ajudam em nada conseguir um relacionamento duradouro. Se esforce pra mostrar pra si mesma e pra outra pessoa que antes de tudo, você se ama. Lembre-se: desespero e insegurança são repelentes naturais. Caso tenha passado batido, deixa eu repetir de novo: seja segura!

6 – Crie possibilidades

Não é viver na balada ou sair por ai desesperada. É procurar oportunidades para que o seu futuro namorado apareça. Quando estamos tristes ou meio pra baixo, é natural nos fecharmos e cada vez mais irmos limitando nossas possibilidades. É responsabilidade nossa mudar isso tudo! Então entre logo em contato suas amizades, procure ir a locais diferentes e fazer coisas fora do seu cotidiano.

7 – Seja positiva!

Essa é provavelmente a mais importante entre as dicas para conseguir um namorado! Lembre-se que as vezes, quando a gente pensa de maneira muito negativa em algo, e acha que não vai conseguir, acaba não conseguindo, e tudo porque já nos programados para fracassar. Temos que usar nosso pensamento ao nosso favor. Antes mesmo de ter qualquer resultado, já vá se programando e se visualizando como se estivesse em um bom relacionamento.

 

Vamos lá! Hora de colocar todas estas dicas em prática. Lembrando sempre de usar o bom senso e não exagerar viu?! Com paciência e persistência, com certeza um bom namorado vai aparecer! E você? Tem alguma outra dica?

7 Dicas para conseguir um namorado
5 (100%) 1 vote
 
Fernando Leventi

Fernando Leventi

Psicólogo e Mestre em psicologia. Possui experiência em psicoterapia, docência no ensino superior, assistência social e educação especial. Apaixonado por psicologia clínica, psicologia cognitivo-comportamental e internet. Você pode se conectar através das redes: Facebook | Google + | Twitter | LinkedIn

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *